Magno Fonseca (2/2)

O historiador Magno Fonseca Borges explica que a parte produtiva das fazendas históricas – notadamente o que tinha a ver com a presença dos escravos – desapareceu. É a memória seletiva e racista, segundo ele.