Fazenda Santa Eufrásia

Na Fazenda Santa Eufrásia, quem recebe os turistas é uma das bisnetas do coronel Lemos, Elizabeth Dolson, vestida com roupas de época. No passeio guiado pela construção, que originalmente teve mais de 20 quartos, o visitante passa pela sala de música e por três quartos mobiliados, confere fotos e roupas que pertenceram aos moradores e, ao final, prova um cafezinho produzido ali mesmo na fazenda.
Construída a partir de 1830, pelo Comendador Ezequiel de Araújo Padilha e seu irmão Pedro Petras Padilha, a Santa Eufrásia é uma das construções históricas mais importantes da área. Seu acervo é composto por mobiliário e utensílios do século XIX autênticos.
A casa sede é circundada por um gramado e por vegetação exuberante, com árvores centenárias e um açúde, que compunha antigos terreiros de café.
Em 1905, o coronel Horácio Lemos e D. Chiquinha compraram a Fazenda Santa Eufrásia, o Coronel queimou o cafezal da fazenda e implantou uma fazenda com gado bovino e exportava carne para a Europa.